O grande aumento do consumo mundial

O grande aumento do consumo mundial

O crescimento da população no planeta aliado com o desenvolvimento de países favorecem o aumento de consumo em todas as áreas. Em todas as áreas da indústria é possível constatar um aumento da produção. Preocupados com a saúde do planeta, vários países desenvolvem legislações cada vez mais duras no sentido de reaproveitar os resíduos deixados após o descarte desses produtos.

A vida útil de um veículo automotivo pode ser medida em km. Isso se explica porque depois de uma certa quantidade de trecho rodado, o veículo automotivo começa a apresentar problemas de desgaste. Entre os resíduos que um veículo automotivo produz durante sua vida útil podemos citar os pneus como os principais. Em média, a cada 40 mil km rodados um veículo precisa trocar seus 4 pneus.

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito brasileiro – DENATRAN, o Brasil possui uma frota total de veículos, incluindo automóveis, motocicletas, caminhonetes, utilitários, micro-ônibus, tratores, … de 81.600.729 unidades. Se imaginarmos que um veículo rode por ano em média 20 mil km, a cada dois anos todos esses veículos precisaram trocar seus 4 pneus (2 pneus por ano) e com isso teremos uma produção anual de pneus velhos de incríveis 163.201.458, isso mesmo, mais de 160 milhões de pneus velhos todo ano. Conforme visto anteriormente, essa quantidade só tende a aumentar.

Reciclagem de pneus

O processo de reciclagem de pneus consiste em um primeiro momento na separação das substancias que o compõem e posterior tratamento dessas substancias para uso específico.

Os pneus maiores, como por exemplo de caminhões precisam ser inicialmente triturados separadamente. Após essa primeira fase, os pneus de automóveis e veículos menos podem ser adicionados aos pneus de caminhões triturados para passar pelo processo de granulação. Após isso, os metais podem ser extraídos por exemplo com o uso de um equipamento conhecido como separador magnético. Retirado os metais, as empresas possuem formas diferentes para retirar os tecidos da mistura, restando finalmente somente o composto da borracha.

Após a separação, cada substância é aproveitado por uma indústria específica. O aço é encaminhado para a indústria siderúrgica e a borracha, em maior quantidade pode receber diversos fins como ser usada na fabricação de pisos de quadras de esporte, solas de calcados, isolamento para telhados e paredes na construção civil, indústria de asfalto ou mesmo para a fabricação de novos pneus. Através de processos de decomposição térmica também é possível obter óleos e fuligem